Da Palavra, tradução do Vākya-padīya, de Bhartṛhari

“DA PALAVRA”, tradução de um capítulo do tratado sânscrito Vākyapadīya

apriglianoA tradução é do Prof. Adriano Aprigliano, que tem se especializado nesse tema ao longo dos últimos anos, em seu doutorado e pós-doutorado.

O texto original sânscrito é um marco na história do pensamento indiano: o autor, chamado Bhartṛhari, propõe algumas discussões sobre palavra, enunciado e linguagem que estabelecem aquilo que se pode chamar de uma “filosofia da linguagem da Índia Antiga”. Antes dele, vieram textos minuciosos de gramática sânscrita. Mas é em sua obra, o Vākya-padīya, que se estudam com sistematicidade certos aspectos universais da linguagem e da significação, que independem de uma língua específica. A tradição posterior a ele pauta-se em suas teorias, reproduzindo, ampliando ou rediscutindo, mas muito raramente ignorando. Entre essas tradições, está a tradição śivaíta caxemire, na qual muito do que se entende sobre a transcendência da linguagem foi descrito sobre alguns dos fundamentos presentes no pensamento de Bhartṛhari.

E o livro publicado no Brasil é também um marco: é a primeira vez que se publica a tradução de uma obra sânscrita acompanhada de um comentário antigo, também sânscrito, em nosso país. Os comentários são tão fundamentais quanto os textos-base, tendo sido utilizados ao longo de séculos na cultura indiana, como base exegética para a transmissão dos textos. Devido, porém, a muitos fatores, do pouco que se produziu de traduções sânscritas no Brasil, nenhuma delas trouxe texto-base mais comentário sânscrito.

Neste link é possível adquiri-lo:

http://www.livrariaunesp.com.br/livrariaunesp/produto/40167/da+palavra